Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

Os Dragões vencerão o Besiktas por 1-3 na Turquia

04.11.10 | adamirtorres

Os Dragões, além de vencerem o Besiktas por 1-3 na Turquia, arrancaram uma grande salva de palmas dos adeptos do Besiktas, depois de Hulk ter feito o terceiro golo.

O FC Porto foi o primeiro a passar por apuros porque, logo ao minuto três, a defesa azul e branca se encontrava muito avançada no terreno e a formação turca aproveitou. Contudo, os Dragões conseguiram regressar aos seus lugares rapidamente e anular a jogada.

 

Aos 21 minutos, Hulk, numa boa jogada individual, desfez-se de quatro jogadores do Besiktas e, em desequilíbrio, optou pelo remate quando tinha Rodríguez sozinho do lado esquerdo. O guarda-redes Hakan Hankan parou o tiro rasteiro do brasileiro e, na recarga, o uruguaio foi interceptado.

Dois minutos depois, Toraman surpreendeu Radamel Falcao quando o colombiano se preparava para cabecear em direcção à baliza turca, após cruzamento da esquerda de Alvaro Pereira.

 

Na sequência deste lance e na conversão do pontapé de canto nasceu o golo do FC Porto ao minuto 27. Belluschi executou o canto e Falcao, como só ele sabe fazer, cabeceou para o fundo das redes.

Aos 34 minutos, o Besiktas teve uma excelente oportunidade para empatar em casa mas Helton, com uma defesa apertada, parou o remate de Nihat.

 

A partida continuava intensa, os adeptos turcos ajudavam, e Falcao conseguiu introduzir, mais uma vez de cabeça, a bola dentro da baliza mas o árbitro espanhol anulou o golo aos portistas por alegado fora de jogo.

Perto dos 45 minutos, o Besiktas contra-atacou e a única solução que o central Maicon encontrou de parar Nobre foi fazendo falta. Carlos Gómez nem hesitou em exibir cartão vermelho.

 

Na segunda parte, o Besiktas entrou mais forte, decidido a não defraudar os adeptos que constituíam o inferno turco, mas um erro tremendo do defesa Zapotocny permitiu Hulk adiantar-se e apontar o segundo golo do FC Porto, silenciado o Estádio BJK Inonu. Coisa rara durante os noventa minutos.

 

No segundo tempo, e em detrimento da expulsão de Maicon, André Villas-Boas mexeu na equipa, tirando o marcador do primeiro golo, Falcao, e colocando o central Otamendi para repor o quarteto defensivo.

Ao minuto 77, Hulk combinou com Belluschi, que adiantou para o brasileiro, este driblou Toraman e sem oposição rematou, bem colocado à baliza de Arikan.

 

Já depois dos 90, Bobo conseguiu reduzir a desvantagem e só teve direito a metade dos aplausos.

FC Porto regressa ao Porto com nove pontos, deixando para trás o Besiktas, oponente mais forte dos portistas neste Grupo L da Liga Europa.

 

Fonte: Sapo Desporto