Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

Portugal 0-0 Espanha (2-4 nas grandes penalidades) resumo

Portugal perdeu (2-4) com a Espanha nas grandes penalidades e falha a final do Euro 2012.

Os ferros da baliza escolheram Espanha e a campeã da Europa vai ter oportunidade de renovar o título, em Kiev. Portugal, que durante o torneio nunca contou com a ajuda dos postes, voltou a ver a sorte devolvida ao remetente. Bruno Alves foi contrariado pela trave, Fàbregas abençoado pelo poste direito (4-2 nos penáltis). Foram os dois últimos remates da primeira meia-final e, cada um à sua maneira, contribuiu para resolver um duelo que prometia durar até ao amanhecer.

Como se esperava, a Espanha teve mais posse de bola (57% contra 43%, segundo a estatística oficial da UEFA), fazendo uso da sua arte na circulação: o famoso (e agora, às vezes, contestado) tiki-taka. Portugal jogou mais na expectativa. Paulo Bento foi capaz de povoar o meio-campo, de coordenar as peças com precisão cirúrgica e, desse modo, anular os pés de Iniesta ou as fissuras que Xavi costuma infligir nas defesas adversárias. Neste particular, João Moutinho funcionava como um boomerang, capaz de ir e vir num piscar de olhos.

 

FICHA DE JOGO

EURO 2012: Meias-finais
Donbass Arena, Donetsk (Ucrânia)
Árbitro: Cuneit Çakir (Turquia)

PORTUGAL
Rui Patrício; João Pereira, Bruno Alves, Pepe e Fábio Coentrão; Miguel Veloso (106'), João Moutinho e Raúl Meireles (112'); Cristiano Ronaldo, Hugo Almeida (80') e Nani.
Suplentes: Eduardo, Beto, Miguel Lopes, Ricardo Costa, Rolando, Custódio (106'), Rúben Micael, Hugo Viana, Ricardo Quaresma, Silvestre Varela (112') e Nélson Oliveira (80').
Seleccionador: Paulo Bento.

ESPANHA
Iker Casillas; Alvaro Arbeloa, Gerard Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Sergio Busquets e Xabi Alonso; David Silva (61'), Xavi Hernández (86') e Andrés Iniesta; Alvaro Negredo (54').
Suplentes: Victor Valdés, Pep Reina, Raul Albiol, Javi Martínez, Juanfran, Pedro Rodríguez (86'), Cesc Fabregas (54'), Juan Mata, Fernando Llorente, Santi Cazorla e Jesus Navas (61').
Seleccionador: Vicente Del Bosque.

DISCIPLINA: Sergio Ramos (amarelo, 40'), Fábio Coentrão (amarelo, 45'), Sergio Busquets (amarelo, 60'), Pepe (amarelo, 62'), João Pereira (amarelo, 64'), Arbeloa (amarelo, 83'), Bruno Alves (amarelo, 85'), Miguel Veloso (amarelo, 93'), Xabi Alonso (113').

 

 

 

A final ficava bem a esta equipa

Portugal 0-0 Espanha (2-4 nas grandes penalidades)

"É frustrante", diz Cristiano Ronaldo

"Perder assim é triste"

Sergio Ramos atirou o foguete e Casillas apanhou a cana

Ao minuto: Portugal-Espanha

Euro 2012

Fàbregas deu a estocada rumo à final (0x0; 2x4)

Moutinho: «Fomos superiores»

EuRonaldo: Capitão «triste» com a sorte lusitana

Dos 23 escolhidos por Paulo Bento, sete não jogaram no Euro 2012

Portugal a Leste do Paraíso

Grande penalidade desperdiçada por Bruno Alves...

Euro 2012 Portal

Adeus português no drama dos penáltis

Cristiano Ronaldo: "Foi falta de sorte na lotaria dos penáltis"

Euro 2012 JN

Resumo II