Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

Ex-Guns N’Roses 'bebia quase cinco litros de vodka por dia

Há 17 anos, aos 30 anos de idade, o ex-baixista do Guns N' Roses, Duff McKagan, foi parar no hospital com uma crise de pancreatite aguda induzida pelo consumo excessivo de álcool.

McKagan começou a beber para controlar os ataques de pânico de que sofria desde a adolescência, com o tempo a quantidade de álcool ingerida aumentou e afirma que no expoente máximo do consumo bebia «4.5 litros de vodcka por dia», que substituiria por dez garrafas de vinho por dia quando decidiu diminuir a dose.

Apesar de não culpar a vida de roqueiro pelo seu vício, conta que, por causa do sucesso que a banda alcançou repentinamente, não teve «tempo para lidar com a síndrome de pânico, que estava na raiz do consumo», que funcionava como uma espécie de «automedicação».

Em determinada altura, o pâncreas do ex-Guns inchou até ficar do tamanho de uma bola de rugby. Não aguentanto a pressão, o órgão - que é vital à sobrevivência e não pode ser transplantado - rompeu-se, libertando enzimas digestivas que provocaram queimaduras de terceiro grau no interior do organismo.

A escolha, nesse momento, foi entre uma morte regada a álcool e drogas ou a vida. McKagan escolheu a vida.

Explicou em entrevista à BBC que, no período do internamento, recebeu injecções de morfina e que estas não lhe tiraram as dores. Seria então que perceberia «que a situação era muito séria».

Quando se descobre que o pâncreas tinha aumentado para o dobro, o médico informa-o de que uma parte tem de ser cortada. Perante essa informação, MaKagan terá implorado: 'Matem-se'.

As duas semanas de internamento que passou no hospital foram de sofrimento e reflexão sobre como tinha sido possível «chegar àquele ponto».

Ler artigo completo...  (SOL)

 

Siga-nos também nas redes sociais :