Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

"Alguém recebeu o subsídio de funeral da minha morte"

 

 

Lourenço Piça está vivo e quer trabalhar, mas não pode porque em Julho foi informado que está morto desde 21 de Julho de 2010, data em que foi registada a sua certidão de óbito. Há quatro meses que Lourenço está desesperado a tentar recuperar a sua identidade e perceber quem morreu na vez dele.

 

O Ministério da Justiça explicou ao CM que Lourenço Piça poderá recuperar a sua documentação, mas não afasta a possibilidade de existirem indícios de crime de usurpação de identidade.

"Eu perdi os meus documentos no final de 2007, mas só passado um ano é que participei o desaparecimento. Nessa altura estava numa fase má e não dava atenção a essas coisas", explicou ao CM Lourenço Piça, acompanhado da sua cédula militar para comprovar ser o verdadeiro Lourenço Piça, nascido há 43 anos, no distrito de Évora.

Após resolver os problemas que lhe estavam a afectar a vida, Lourenço procurou dar um rumo diferente e voltar ao mercado de trabalho. Com uma proposta de emprego na mão, que não podia aceitar por falta de documentos identificativos, foi tratar do Cartão de Cidadão.

"Para trabalhar e pagar os meus impostos preciso de documentos. Fui mais a minha ex-mulher e um amigo, como testemunhas, tratar do cartão. Ficámos em choque quando me disseram que estava morto desde 21 de Julho de 2010", recordou, acrescentando: "Felizmente tinha comigo a documento da participação à polícia em 2008"

Ler artigo Completo...  (Correio da Manhã)

 


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.