Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

AMIGOS

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.

Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta

necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor,

eis que permite que o objecto dela se divida em outros afetos, enquanto o

amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor, que

tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem

todos os meus amigos!

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus

amigos e o quanto minha vida depende de suas existências ...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.

Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.

Mas, porque não os procuro com assiduidade, não

posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem

que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro,

embora não declare e não os procure.

E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem

noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu

equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente,

construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.

Se todos eles morrerem, eu desabo!

Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.

E me envergonho, porque essa minha prece é, em

síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos,

cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando

daquele prazer ...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a

roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando

comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus

amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber

que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.

 

                        (Vinícius de Moraes)

 

Bookmark and Share


De pai para filho

Era uma vez um rapazinho que tinha um temperamento muito explosivo.

Um dia, o pai deu-lhe um saco cheio de pregos e uma tábua de madeira.

Disse-lhe que martelasse um prego na tábua cada vez que perdesse a paciência com alguém.  

No primeiro dia o rapaz pregou 37 pregos na tábua. Já nos dias seguintes, enquanto ia aprendendo a controlar a ira, o número de pregos martelados por dia foram diminuindo gradualmente.  

Ele foi descobrindo que dava menos trabalho controlar a ira do que ter que ir todos os dias pregar vários pregos na tábua...  

Finalmente chegou o dia em que não perdeu a paciência uma vez que fosse.

Falou com o pai sobre seu sucesso e sobre como se sentia melhor por não explodir com os outros.  

O pai sugeriu-lhe que retirasse todos os pregos da tábua e que lha
trouxesse.  

O rapaz trouxe então a tábua, já sem os pregos, e entregou-a ao pai. Este disse-lhe:  

- Estás de parabéns, filho! Mas repara nos buracos que os pregos deixaram na tábua. Nunca mais ela será como antes. Quando falas enquanto estas com raiva, as tuas palavras deixam marcas como essas. Podes enfiar uma faca em alguém e depois retira-la, mas não importa quantas vezes peças desculpas, a cicatriz ainda continuará lá. Uma agressão verbal é tão violenta como uma agressão física. Amigos são jóias raras, cada vez mais raras. Eles fazem-te sorrir e encorajam-te a alcançar o sucesso. Eles emprestam-te o ombro, compartilham os teus momentos de alegria, e têm sempre o coração aberto para ti.  

 

Bookmark and Share


O grande desafio dos ceus

Certa vez, o Diabo fez um desafio a Jesus:

- Aposto como digito muito mais rápido que tu...

O desafio foi aceite. No dia marcado, Jesus de um lado com um XT 4.77Mhz, 512 Kb

de memória e o diabo do outro com um Pentium III/500Mhz, 20Gb de memória. Todos

a postos. O diabo estala os dedos enquanto Jesus olha calmamente para o seu

oponente.

Inicia-se a competição. Aquele que digitasse mais texto em 30 minutos seria o

vencedor.

O Diabo digita de maneira feroz, a uma base de 900 toques/minuto. Do outro lado

da sala, Jesus digita usando apenas os dois dedos indicadores, no melhor estilo

"Catador de milho em Jerusalém". A plateia fica, obviamente, nervosa

com a performance do Messias, e rói as unhas...

Quinze minutos de passam. O diabo já digitou cerca de 10Mb de texto, sem erros,

enquanto Jesus ainda está na casa dos 5Kb. Os olhares tornam-se mais nervosos.

Vinte e cinco minutos passados. O diabo já anda pela casa dos 20Mb de texto.

Jesus anda pelos 8Kb...

Vinte e nove minutos passados. PUFF! Faltou a luz...

Desespero geral, pânico, gritaria. Os juízes decidem terminar a competição pelo

tamanho final do ficheiro. Tamanho final do arquivo de Jesus: 10Kb. Tamanho

final do arquivo de Belzebu: 0Kb!

- Mas não pode ser!!! - grita o canhoto. - Isto é roubo!!! um roubo!!!

Grita, reclama mas não adianta. Perde a competição.

Jesus volta tranquilo para o paraíso, com aquele risinho de canto de boca tão

típico.

Moral da história: Só Jesus "Salva"...

 


11 Setembro

 Curioso:

Data do ataque: 9/11 - 9 + 1 + 1 = 11
11 de Setembro e' o 254 dia do ano: 2 + 5 + 4 = 11
Após 11 de Setembro, ha 111 dias ate' o fim do ano.
119 e' o Cod. de Área do Iraq/Iran: 1 + 1 + 9 = 11
As Torres Gémeas - em pé' lado a lado, parecem o número 11
O primeiro avião que atingiu as torres era o voo No.11
O Estado de New York: Foi o 11. Estado a ser adicionado a União
New York City: 11 Letras
Afeganistão: 11 Letras
The Pentagon: 11 Letras
 Ramzi Yousef: 11 Letras (quem organizou o ataque ao WTC em 1993)
Voo 11 - 92 pessoas a bordo: 9 + 2 = 11
Voo 77 - 65 pessoas a bordo: 6 + 5 = 11

Cinco centímetros

 

Um homem entra no seu restaurante favorito e senta-se na mesa de sempre.

 Dá uma olhada ao redor e descobre uma bela mulher numa mesa próxima.
Estava completamente só.
O homem chama o empregado e pede-lhe para mandar à mulher o Merlot mais
caro que tivesse,
adivinhando que, se a mulher aceitasse o vinho, se renderia a seus pés.
O garçon levou o vinho à mesa da mulher, dizendo:
- Isto é um presente daquele cavalheiro.
A mulher olha o vinho com frieza, durante um segundo, e decide enviar um
bilhete ao homem.
Dá ao empregado, que o entrega ao destinatário.
O bilhete dizia:
"Para que eu aceite este vinho, você deveria ter um Mercedes na sua
garagem, um milhão de contos no banco e 20 centímetros dentro das calças.
Depois de ler o bilhete, o homem decide responder.
Dá um bilhete ao garçon, para que ele entregue à mulher:
O bilhete dizia:
"Para sua informação, tenho um Ferrari Testarossa, um BMW 850iL, e um
Mercedes 560SEL na minha garagem.
Além disto, tenho cerca de 12 milhões de contos na minha conta.
 Mas, nem por uma mulher bela como você, eu me cortaria cinco centímetros.