Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

Conceito de “caules de vento” permite produção de energia sem aerogeradores

 

 

Uma empresa norte-americana desenvolveu um conceito inovador que produz energia eléctrica a partir de fibras de carbono, que balançam com o vento. Estima-se que a energia produzida é equivalente a uma quinta de aerogeradores com a mesma área de implantação.

 

 

Os aerogeradores, que produzem energia eléctrica a partir do vento, são bastante comuns e estão distribuídos pelo planeta em quintas eólicas de diferentes dimensões. No entanto, apresentam alguns impactes negativos na paisagem e na saúde humana, pela produção de vibrações de baixa frequência.

Uma empresa de design norte-americana (Atelier DNA) desenvolveu um projecto para a cidade de Masdar, em Abu Dhabi, que pode ultrapassar estes problemas, sem diminuir a eficiência do processo de geração de energia. Este projecto baseia-se num conceito de “caules de vento” e consiste em fibras de carbono com 55 m de altura que estão fixas em bases de betão. As extremidades das fibras (pólos) apresentam pilhas de discos cerâmicos piezoeléctricos. Quando as fibras balançam com o vento, as pilhas de discos são comprimidas o que gera uma corrente através dos pólos. Para além das pilhas de discos, o topo de cada fibra está equipada com uma lâmpada LED que brilha conforme a quantidade de energia que está a ser produzida.

 

Como a produção de electricidade está dependente da quantidade de vento disponível, os designers também desenvolveram uma forma de armazenar energia. Por baixo do campo das fibras de carbono estarão localizadas duas grandes camâras. Quando o vento sopra, parte da energia eléctrica gerada é utilizada por bombas que movem água da câmara inferior para a superior. Ao contrário, nas fases em que não há vento, a água flui no sentido inverso, transformando as bombas de água em geradores.

 

Estima-se que a energia produzida é equivalente a uma quinta de aerogeradores com a mesma área de implantação. Apesar dos pólos individualmente produzirem menos energia do que os aerogeradores, como podem estar mais concentrados, a energia produzida total, para a mesma área , é semelhante.

 

Fonte:Naturlink


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.