Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

Nova espécie de lémure à espera de confirmação genética

(Os lêmures do filme 'Madagascar')
 

Uma nova espécie de lémure está à espera de ser validada por análise genética depois de ter sido redescoberta este ano. O primata foi visto pela primeira vez em 1995 na floresta de Daraina, no Nordeste de Madagáscar, mas só agora é que foi estudado.

O primatólogo Russ Mittermeier, presidente da organização Conservação Internacional, foi quem viu o indivíduo em 1995. Mas só passado 15 anos é que teve oportunidade de voltar à selva.

“Fiquei surpreso por ver ali um lémure [Phenur – um género que tem na cara uma marca de forca]”, disse Mittermeier, citado pelo Guardian. As quatro espécies conhecidas até então deste género nunca foram encontradas neste local. “Soube imediatamente que provavelmente esta era uma nova espécie para a ciência”, explicou o presidente do IC.

Em Outubro, o biólogo foi ao mesmo local, numa expedição com uma equipa, tentar encontrar o indivíduo. Os lémures são mamíferos mais activos de noite, a equipa tentou, através dos chamamentos, encontrar o primata.

Depois de ouvir chamamentos, os cientistas correram pela floresta até identificarem o o lémure. Utilizaram o tranquilizador para adormecer o animal e puderam estudá-lo e tirar sangue.

As características gerais como as marcas que tem, o tamanho dos membros, e a língua comprida que serve para retirar o néctar das flores, são semelhantes as espécies do género. Mas este indivíduo tem um padrão diferente e faz um movimento de cabeça que não acontece nas espécies irmãs.

“A genética vai contar a história a sério”, declarou Mittermeier à BBC News. A televisão vai passar hoje um documentário que mostra a história desta possível nova espécie.

A primatóloga Linn Groeneveld, do Instituto Max Planck, na Alemanha não está tão eufórica. “Um grande número de espécies de lémures têm sido descritas nas últimas décadas e acho que as pessoas têm razão em estarem preocupadas com a validade de algumas dessas espécies”, disse ao Guardian. “Acho que se deve utilizar uma avaliação integrada para delimitar a espécie, que se baseia em muitos tipos de provas.”

 

Texto: Ecosfera

 

Imagens: Revista Galileu

 


 

II Peditório Nacional de Pilhas e Baterias Portáteis

Conferência climática de Cancún

Alterações climáticas em Portugal

Mais um prego no caixão do desmatamento

Descontos a clientes que prescindam de sacos de plástico

Conheça o edifício mais sustentável do mundo

Os Maiores Parques Solares Fotovoltaicos do Mundo

Uma em cada quatro estrelas semelhantes ao sol pode albergar planetas habitáveis como a Terra

E-car italiano chega à China sem motorista

Recuperação dos rios britânicos traz lontras de volta