Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

Fernanda Ribeiro: A corrida que nunca se ganha daquela maneira

Depois de ter vencido dias antes os 5000 metros femininos, Wang Junxia parecia destinada a fazer a inédita dobradinha em Atlanta (Estados Unidos da América) quando tomou a liderança isolada dos 10.000m na última volta. Mas, num dos finais mais emocionantes da distância em Jogos Olímpicos, Fernanda Ribeiro "cerrou os dentes", encurtou a diferença e ultrapassou a chinesa na recta final. Depois de Carlos Lopes e Rosa Mota, Portugal tinha outra medalha de ouro. "Foi a corrida da minha vida", repetiu muitas vezes a atleta de Novelas (Penafiel).
Mas esteve quase para ser a corrida de Junxia. A começar pelo facto de a sua principal adversária na dupla légua ter tido em risco a participação nos Jogos do centenário. Fernanda Ribeiro teve muitos problemas nos tendões de Aquiles e, quatro meses antes do início do evento, um médico chegou a dizer-lhe que a sua carreira tinha terminado. Ainda assim, a portuguesa chegou aos EUA com aspirações a conquistar uma medalha, mas sem a aura de invencibilidade que rodeava Junxia, que até então nunca tinha perdido uma corrida de 10.000m. Olhando apenas para as suas marcas, a chinesa, uma das primeiras atletas a integrarem o Salão da Fama da Federação Internacional de Atletismo, foi uma das melhores fundistas de todos os tempos. Ainda é a actual recordista mundial dos 10.000 e dos 3000m, com tempos assombrosos que lançaram suspeitas sobre o possível uso de doping. Em 1993, bateu o recorde mundial dos 10.000m, tirando 42s ao anterior máximo, e até hoje ainda ninguém se aproximou a menos de 22 segundos desse tempo.
O valor da concorrência engrandece o resultado de Fernanda Ribeiro. A portuguesa foi a última a descolar depois de um ataque forte de Junxia, mas, a 250 metros da meta, parecia que teria de se contentar com o segundo lugar. "Quando a chinesa Wang Junxia foi embora, pensei que já tinha perdido a medalha de ouro, mas que ficava com a de prata", explicou à Lusa em 2009. Mas a ponta final da então recordista mundial dos 5000m foi brilhante e fez saltar dos sofás os muitos portugueses que acompanharam a prova naquela madrugada de 3 de Agosto de 1996. Ribeiro cortou a meta com menos de um segundo de vantagem sobre a asiática, com o tempo de 31m01,63s, um dos 17 recordes olímpicos de atletismo batidos em Atlanta.

Ler artigo completo:

Jogos Olímpicos 2012 - Fernanda Ribeiro: A corrida que nunca se ganha daquela maneira


Carlos Lopes: A medalha que começou com um atropelamento

Domingo, 12 de Agosto de 1984, Los Angeles, Califórnia. Pouco passava das sete da tarde, hora local (três da manhã do dia seguinte em Lisboa), quando Carlos Lopes, com o dorsal 723, entrou no Coliseu de L.A. Lopes fez a volta e meia que lhe faltava num sprint solitário e sagrou-se, aos 37 anos, campeão olímpico da maratona, a primeira vez que um atleta português conquistava uma medalha de ouro nos Jogos. Quinze dias antes, estava tudo em causa. Durante um treino, Lopes fora atropelado. O sonho olímpico podia ter acabado logo ali.
"Julguei que ia bater com a cabeça no asfalto. Por instinto defendi-me e acabei por cair sobre a omoplata esquerda. Nem sei como a cabeça não bateu em nada... Levei algum tempo a levantar-me. Tinha medo, pensava que já não ia a Los Angeles", recordou mais tarde, em entrevista ao jornal A Bola, o atleta português. O carro que o tinha atropelado era um Mercedes e o condutor era um comandante da TAP, Lobato Faria. Quem assistiu à cena quis bater no comandante e foi Carlos Lopes quem o defendeu. Naquela manhã, foi directo para o Hospital de Santa Maria, onde fez vários exames. O procedimento repetiu-se numa clínica, já com a supervisão de um médico do Sporting, e os resultados foram conclusivos: estava tudo bem.
Teria sido um golpe duro para Lopes, atleta de currículo ímpar no atletismo português, da pista ao corta-mato, a quem a glória olímpica (leia-se, a medalha de ouro) tinha falhado por poucos segundos em Montreal 1976 por culpa de Lasse Viren nos 10.000m - e o finlandês nunca se livrou da fama de doping sanguíneo. Lopes falhara os Jogos de Moscovo 1980 por causa do boicote e Los Angeles seria a sua última oportunidade. Naquela manhã de muito calor, Lopes era um dos favoritos, não "o" favorito. Falava-se em Rob de Castella, o australiano, em Alberto Salazar, o cubano naturalizado norte-americano, em Toshihiko Seko, o japonês.

Ler artigo completo:

Jogos Olímpicos 2012 - Carlos Lopes: A medalha que começou com um atropelamento


Mosteiro da Batalha (Batalha)


guiadacidade.pt

Classificado pela UNESCO como Património da Humanidade desde 2007, o Mosteiro da Batalha, ou Convento de Santa Maria da Vitória é uma das maiores jóias arquitectónicas Portuguesas, e também o símbolo mais marcante da Dinastia de Avis.
Mandado edificar pelo rei D. João I, Mestre de Avis, como agradecimento pela vitória na Batalha de Aljubarrota que deu o mote final na difícil crise de 1383-85, os trabalhos de construção iniciaram-se em 1388, atribuídas ao Mestre Afonso Domingues.
O Mosteiro da Batalha é hoje o grande monumento do Gótico final português e o primeiro onde se estreou a "Arte Manuelina".

Em 1402 surge a influência Gótica Flamejante, pela mão do Mestre Huguet que se encarrega das obras de construção do Mosteiro, dotando a estrutura de um novo fôlego, iniciando-se a construção da abóbada da Sala do Capítulo, da Capela do Fundador e das Capelas Imperfeitas (panteão do rei D. Duarte).
Posteriormente foi construído o Claustro de D. Afonso V (obra de Fernão de Évora) e foram fechadas das galerias do claustro.
O Mosteiro viu, então as suas obras como que terminadas abruptamente, possivelmente pela construção de outros importantes monumentos, tais como o majestoso Mosteiro de Belém, sendo só por volta de 1840 dotada atenção à necessidade de restauro, iniciando-se várias obras de conservação e restauro que duraram largos anos.

Ler artigo completo:

Mosteiro da Batalha (Batalha) - Distrito de Leiria | Guia da Cidade | Região Centro


Rosa Mota: A mulher da maratona

Rosa Mota já tinha estado muito bem em 1984, mas quatro anos depois esteve ainda melhor. Depois do bronze em Los Angeles, não deixou que ninguém fosse mais rápida do que ela na maratona de Seul. A vitória da portuense foi apenas a segunda para Portugal na história dos Jogos Olímpicos, seguindo-se ao sucesso de Carlos Lopes, também obtido na segunda distância mais longa do atletismo.
Disputada em condições difíceis - à partida, a percentagem de humidade era de 92% -, a maratona feminina de Seul decorreu de forma diferente da de Los Angeles, na qual a vencedora Joan Benoit correu isolada desde o primeiro quarto de hora da prova. Na capital sul-coreana, ainda eram 12 as candidatas ao triunfo na passagem ao 25.º quilómetro. Cinco quilómetros depois, o grupo da frente já era menor, mas ainda assim constituído por quatro elementos: Rosa Mota, campeã mundial no ano anterior, a australiana Lisa Martin, que terminaria em segundo a 13 segundos da portuguesa, a alemã do Leste Katrin Dörre, terceira, e a soviética Tatiana Polovinskaia. Perto dos 39km, mais ou menos no ponto predeterminado com o seu treinador, José Pedrosa, Rosa Mota, que tinha imposto o andamento, conseguiu finalmente realizar um ataque decisivo e fugir às suas adversárias. "O Pedrosa tinha-me recomendado que, aos 38 quilómetros, se ainda fosse acompanhada, olhasse para ele. Olhei e ele disse-me "Rosa, é agora ou nunca", e eu fui-me embora...", disse após a corrida.
O segundo ouro de Portugal poderia, no limite, ter sido o primeiro de Macau. A participação de Rosa Mota esteve em risco por um desacordo com a Federação Portuguesa de Atletismo, que a suspendeu por faltar a uma prova para a qual tinha sido seleccionada, e a atleta chegou a considerar a hipótese de representar a antiga colónia portuguesa.

Ler artigo completo:

Jogos Olímpicos 2012 - Rosa Mota: A mulher da maratona


Telma Monteiro eliminada dos Jogos no primeiro combate

A judoca Telma Monteiro desiludiu. No primeiro combate em que participou nos Jogos de Londres, a portuguesa foi batida por uma adversária norte-americana, na categoria de -57kg.
Foi um combate equilibrado entre Marti Malloy, 11.ª do ranking mundial, e Telma Monteiro, actual 3.ª classificada do mundo, e que acabou decidido por yuko a 41 segundos do fim, a favor da atleta oriunda de Washington.
Nos primeiros cinco minutos do encontro, a judoca portuguesa foi assistida no tatami (tapete) e terminou esse período empatada a zero. Depois, no segundo prolongamento de três minutos ("golden score"), o triunfo acabou por sorrir a Malloy, que tem a mesma idade de Telma (26 anos) mas cujo currículo é inferior ao da portuguesa.
Tal como sucedeu nos Jogos de Pequim 2008, a judoca portuguesa mais cotada no plano internacional não confirmou as potencialidades que no passado a levaram ao pódio em campeonatos do mundo e europeus.
Esta será mesmo a pior classificação de sempre de Telma Monteiro em Jogos Olímpicos, já que em Atenas 2004 e Pequim 2008 (ambas na categoria de -52 kg) tinha ficado em 9.º lugar. Desta vez, perdeu logo na primeira ronda, os 16 avos-de-final.

Ler artigo completo:

Jogos Olímpicos 2012 - Telma Monteiro eliminada dos Jogos no primeiro combate


Propriedades da Linhaça

Nos últimos anos tem-se publicado uma grande quantidade de informação sobre os efeitos curativos da semente de linhaça moída.
Os investigadores do INSTITUTO CIENTÍFICO PARA ESTADO DA LINHAÇA DO CANADÁ e dos Estados Unidos, têm enfocado sua atenção no rol desta semente na prevenção e cura de numerosas doenças degenerativas. As investigações e a experiência clínica têm demonstrado que o consumo em forma regular de semente de linhaça, previne ou cura as seguintes doenças:
CÂNCER: de mama, de próstata, de colon, de pulmão, etc., etc

A semente de linhaça contém 27 componentes anti-cancerígenos, um deles é; a LIGNINA. A semente de linhaça contém 100 vezes mais Lignina que os melhores grãos integrais. Nenhum outro vegetal conhecido até agora iguala essas propriedades. Protege e evita a formação de tumores. Só no câncer se recomenda combinar semente de linhaça moída com queijo cottage baixo em calorias. 

 

BAIXA DE PESO: A linhaça moída é excelente para baixa de peso, pois elimina o colesterol em forma rápida. Ajuda a controlar a obesidade e a sensação desnecessária de apetite, por conter grandes quantidades de fibra dietética, tem cinco vezes mais fibra que a aveia. Se você deseja baixar de peso, tome uma colher a mais pelas tardes. 

 

SISTEMA DIGESTIVO: Prevêem ou cura o câncer de colon. Ideal para artrite,prisão de ventre, acidez estomacal. Lubrifica e regenera a flora intestinal. Expulsão de gases gástricos. É um laxante por excelência. Previne os divertículos nas paredes do intestino. Elimina toxinas e contaminadores. A linhaça contém em grandes quantidades dos dois tipos de fibras dietéticas solúvel e insolúvel. Contém mais fibra que a maioria dos grãos. 

 

SISTEMA NERVOSO: É um tratamento para a pressão. As pessoas que consomem linhaça sentem uma grande diminuição da tensão nervosa e uma sensação de calma. Ideal para pessoas que trabalham sob pressão. Melhora as funções mentais dos anciãos, melhora os problemas de conduta (esquizofrenia). A linhaça é uma dose de energia para teu cérebro, porque contém os nutrientes que reduzem mais urotransmisores (reanimações naturais). 

 

SISTEMA IMUNOLÓGICO: A linhaça alivia alergias, é efetiva para o LUPUS. A semente de linhaça por conter os azeites essenciais Omega 3, 6, 9 e um grande conteúdo de nutrientes que requeremos constantemente, faz com que nosso organismo fique menos doente, por oferecer uma grande resistência às doenças. Contém grandes quantidades de rejuvenescedor, pois retém o envelhecimento. A linhaça é útil para o tratamento da anemia. 

 

SISTEMA CARDIOVASCULAR: É ideal para tratar a arteriosclerose, elimina o colesterol aderido nas artérias, esclerose múltipla, trombose coronária, alta pressão arterial, arritmia cardíaca, incrementa as plaquetas na prevenção da formação de coágulos sanguíneos.

É excelente para regular o colesterol ruim. O uso regular de linhaça diminui o risco de padecer de doenças cardiovasculares. Uma das características UNICA da linhaça é que contém uma substância chamada taglandina, a qual regula a pressão do sangue e a função arterial e exerce um importante papel no metabolismo de cálcio e energia. O Dr. J H. Vane, ganhou o prêmio Nobel de medicina em 1962 por descobrir o metabolismo dos azeites essenciais Omega 3 e 6 na prevenção de problemas cardíacos. 

 

DOENÇAS INFLAMATÓRIAS: O consumo de linhaça diminui as condições inflamatórias de todo tipo. Refere-se a todas aquelas doenças terminadas em "TITE", tais como: gastrite, hepatite, artrite, colite, amidalite, meningite, etc. 

 

RETENÇÃO DE LÍQÜIDOS: O consumo regular de linhaça, ajuda aos rins a excretar água e sódio. A retenção de água (Edema) acompanha sempre à inflamação de tornozelos, alguma forma de obesidade, síndrome pré-menstrual,todas as etapas do câncer e as doenças cardiovasculares. 

 

CONDIÇÕES DA PELE E CABELO: Com o consumo regular de sementes de linhaça você notará como sua pele volta-se mais suave.

É útil para a pele seca e pele sensível aos raios do sol. É ideal para problemas na pele, tais como:psoriase e eczema. Recomenda-se também como máscara facial para uma limpeza profunda do cútis.

Ajuda na eliminação do pano branco, manchas, acne, espinhas, etc.

É excelente para a calvície. Essa é uma boa notícia para quem sofre de calvície. Também é útil no tratamento da caspa.

Use-a como geléia para fixar e NUTRIR teu cabelo. Não use vaselinas que danificam teu couro cabeludo e teu cabelo. 

 

VITALIDADE FÍSICA: Um dos mais notáveis indicativos de melhora devido ao consumo de linhaça é o incremento progressivo na vitalidade e na energia. A linhaça aumenta o coeficiente metabólico e a eficácia na produção de energia celular.

Os músculos se recuperam da fadiga do exercício 

 

 

MODO DE USAR: Duas colheres de sopa por dia, batidas no liquidificador, se mistura em um copo de suco de fruta, sobre a fruta,  com a aveia, no iogurte, café da manhã ou almoço.Podem tomar pessoas de todas as idades (crianças, adolescentes e anciãos). Inclusive mulheres grávidas. 

 

DIABETE: O consumo regular de linhaça favorece o controle dos níveis de  açúcar no sangue. Esta é uma excelente notícia para os insulina-dependentes.

 

 Faça chegar a seus amigos ou toda aquela pessoa que necessite. pois isto pode significar uma grande esperança....! 


Haja feno para todos os que o merecem!

 

Num Curso de Medicina, o professor dirige-se ao aluno e pergunta:

-Quantos rins nós temos?

-Quatro! - Responde o aluno.

 -Quatro? - Replica o professor arrogantemente, daqueles que sentem prazer em tripudiar sobre os erros dos alunos.

 -Tragam, um fardo de feno, pois temos um asno na sala. - ordena o  professor ao seu auxiliar.

 E para mim um cafézinho! - Replicou o aluno ao auxiliar do mestre.

O professor ficou irado e expulsou o aluno da sala.

 

 Ao sair da sala, o aluno ainda teve a audácia de corrigir o furioso  mestre:

-O senhor pergunto-me quantos rins 'nós temos '...
'Nós' temos quatro: dois meus e dois seus.
'Nós' é uma expressão usada para o plural. Tenha um bom apetite e delicie-se com o feno.


A Queca Super-Bock…

Um tipo levou a namorada para uma praia deserta. Desaperta-lhe o top do biquíni e ela começa a refilar porque ali não dava jeito, que havia muita areia, que ainda se arranhavam e ia entrar areia por todo o lado, etc... O rapaz disse então:
- Calma! Não há nada que não se resolva!!!
E foi ao carro buscar uma grande toalha da Super Bock, que estendeu. A namorada deitou-se em cima da toalha. Ao puxar-lhe a cueca do biquíni, uma rajada de vento levantou a ponta da toalha e ela reage novamente, dizendo que se iam encher de areia, que a toalha voava, que se arranhavam, etc...

E ele:
- Calma! Tudo se resolve.
Foi ao carro e trouxe 4 latas de Super Bock, colocando uma em cada canto da toalha, para esta não esvoaçar. Como ela estava sempre a implicar com tudo, teve a ideia de trazer também uma venda do carro e para lhe pôr à volta dos olhos. Continuaram...
Já a  rapariga estava nua, quando perguntou:
- Trouxeste preservativo?
E o namorado:
- F..da-se!! Aqui não tenho! Vou buscar ao carro….

Enquanto foi ao carro, passou um gajo que andava a fazer 'jogging'. Ao deparar com a tipa nua e vendada, deitada na toalha, primeiro aproxima-se, começa a mexer e, como ela não se nega, não hesita e 'por aqui me sirvo': salta-lhe para cima!!!
Após ter comido a menina,  afasta-se e diz:

- F..da-se! Com uma campanha destas, agora é que eles rebentam mesmo com os gajos da Sagres...


E se os campeões humanos competissem com os animais?

Enquanto os atletas treinam diariamente as suas capacidades físicas para competirem em meetings nacionais, internacionais e nos Jogos Olímpicos, sempre à espreita de uma gloriosa medalha ou, no mínimo, melhorarem a sua marca pessoal, nos animais a boa forma física poderá ser determinante para escapar a um predador ou conseguir mais uma refeição.
Mas, e se ambos competissem na mesma pista apenas pela proeza? Como se portariam os nossos recordistas mundiais? A BBC estabeleceu uma curiosa comparação entre algumas estrelas do reino animal e os seres humanos, para ver quem corre mais depressa, lança mais longe e salta mais alto, numa busca pela melhor marca ou medalha.
Começando pela prova dos 100 metros, a chamada prova-rainha, pelo entusiasmo que provoca e o desafio às nossas próprias limitações físicas (a eterna questão, a cada quatro anos: será alguma vez possível o Homem correr os 100 metros abaixo dos 9 segundos?), com destaque para a pessoa mais rápida do planeta e que dá pelo nome de Usain Bolt, que colocou a marca nuns impressionantes 9.58s.
Bem, para nosso espanto, uma simples lebre castanha ganharia a medalha de ouro com apenas 5 segundos nessa mesma distância, se tivesse que escapar de algum predador: lobo, águia, raposa, lince, etc.
Mas, de acordo com o mesmo site, para 'empalidecer' ainda mais o nosso campeão olímpico jamaicano, chegaria o nosso 'parente' próximo africano, o macaco Patas, capaz de bater Bolt por 3 segundos, deixando-o contentar-se com a medalha de prata.

Ler artigo completo:

E se os campeões humanos competissem com os animais? - SAPO Desporto


Incendiou submarino nuclear para sair mais cedo do trabalho - JN

Um jovem pegou fogo, por duas vezes, ao submarino nuclear onde se encontrava a trabalhar, nos Estados Unidos, pois sofria de ansiedade e queria sair do trabalho para ir falar com a ex-namorada. O prejuízo ascende aos 400 milhões e pena pode chegar a prisão perpétua.

Casey James Fury, um jovem que estava a trabalhar num submarino nuclear como pintor, pegou-lhe fogo por duas vezes, para sair mais cedo do trabalho. Segundo a cadeia de televisão ABC, o jovem de 24 anos estava a tomar medicação para problemas de ansiedade e depressão.

Fury explicou que usou um isqueiro e cigarros para pegar fogo a alguns trapos, no primeiro incêndio, em maio, que demorou 12 horas a extinguir. Justificou-se, dizendo que estava a sofrer de grande ansiedade.

O segundo incêndio, em junho, começou depois de ter trocado algumas mensagens com a ex-namorada, sobre o homem com quem ela saía na altura. O jovem, que queria sair do trabalho mais cedo, pegou então fogo a alguns toalhetes que continham álcool, fora do submarino.

Ler artigo completo:

Incendiou submarino nuclear para sair mais cedo do trabalho - JN


Páscoa... que grande confusão !!!!

- Pai, o que é a Páscoa?
     - Ora, Páscoa é ...... bem... é uma festa religiosa!
     - Igual ao Natal ?
     - É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição.
     - Ressurreição?
     - É, ressurreição. Maria, vem cá!
     - Sim?
     - Explica lá ao puto o que é ressurreição para eu poder ler o meu  jornal descansado.
     - Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendido?
     - Mais ou menos ... Mãe, Jesus era um coelho?
     - Que parvoíce é essa? Estás-te a passar! Coelho? Jesus Cristo é o Pai do Céu! Nem parece que foste baptizado! Jorge, este menino não pode crescer assim, sem ir à missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensaste se ele diz uma asneira destas na escola? Deus me perdoe! Amanhã vou matricular esta criança na catequese!
     - Mãe, mas o Pai do Céu não é Deus?
     - É filho!  Jesus e Deus são a mesma coisa. Vais estudar isso na catequese. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.
     - O Espírito Santo também é Deus?
     - É sim.
     - E Fátima?
     - Sacrilégio!!!
     - É por isso que na Trindade fica o Espírito Santo?
     - Não é o Banco Espírito Santo que fica na Trindade, meu filho. É o  Espírito Santo de Deus. É uma coisa muito complicada, nem a mãe entende muito bem, para falar a verdade nem ninguém, nem quem inventou esta asneira a compreende. Mas se perguntares à catequista ela explica muito bem!
     - Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?
     - (Aos gritos no meio da casa) Eu sei lá! É uma tradição. É igual ao Pai Natal, só que em vez de presentes, ele traz ovinhos.
     - O coelho põe ovos?
     - Chega! Deixa-me ir fazer o almoço que eu não aguento mais!
     - Pai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?
     - Era, era melhor, ou então peru .
     - Pai, Jesus nasceu no dia 25 de Dezembro, não é? Em que dia é que ele morreu?
     - Isso eu sei: na sexta-feira santa.
     - Que dia e que mês?
     - Gaita!!!! Sabes que eu nunca pensei nisso? Eu só aprendi que ele morreu na sexta-feira santa e ressuscitou três dias depois, no sábado de aleluia.
     - Um dia depois portanto!
     - (Aos berros) Não, filho - três dias!
     - Então morreu na quarta-feira.
     - Não! Morreu na sexta-feira santa... ou terá sido na quarta-feira de cinzas? Ouve, já me baralhaste todo! Morreu na sexta-feira e ressuscitou no sábado, três dias depois!
     - Como !?!? Como !?!?
     - Pergunta à tua professora da catequese!
     - Pai, então por que amarraram um monte de bonecos de pano na rua?
     - É que hoje é sábado de aleluia, e a aldeia vai fingir que vai bater em Judas. Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.
     - O Judas traiu Jesus no sábado?
     - Claro que não! Se ele morreu na sexta!!!
     - Então por que eles não lhe batem no dia certo?
     - É, boa pergunta.
     - Pai, qual era o sobrenome de Jesus?
     - Cristo. Jesus Cristo.
     - Só?
     - Que eu saiba sim, por quê?
     - Não sei não, mas tenho um palpite que o nome dele tinha no apelido Coelho. Só assim esta coisa do coelho da Páscoa faz sentido, não achas?
     - Coitada!
     - Coitada de quem?
     - Da tua professora da catequese !!!


Futebol: uma história olímpica

«Citius, altius, fortius», «mais longe, mais alto, mais forte» eis o lema dos Jogos Olímpicos, um velho projeto do Barão Pierre de Coubertin, de reunir atletas de todas as nações, a competir desportivamente e em tempo de paz, em prol do Desporto e da amizade entre os povos, um projeto que muito pensavam utópico, mas que viu finalmente a luz do dia em 1896, na Grécia, a pátria dos originais Jogos Olímpicos da antiguidade e que passados mais de cem anos, apresenta uma vitalidade ímpar, que o tornou no evento mais mediático do planeta. 
Quando se recordam os grandes heróis de mais de cem anos de olimpismo, muitos são os nomes dos campeões que conquistaram o Olimpo que assaltam a memória, começando pela vitória do pastor grego Spiridon Louis na primeira edição da Maratona até às oito medalhas de ouro de Michael Phelps na piscina de Pequim, passando pelos recordes do «finlândes voador» Paavo Nurmi até às vitórias de Jessie Owens que obrigaram Hitler a fugir da tribuna, ou os Knockouts de Cassius Clay antes de ser Mohamed Ali.

 A história dos jogos não esquece as quatro medalhas de ouro de Fanny Blankers-Koen, a holandesa voadora que era dona de casa, ou a «nota dez» perfeita de Nadia Comaneci na ginástica que apanhou os quadros eletrónicos de surpesa, pois os equipamentos só estavam preparados para exibir a nota máxima de 9.99, e que após a exibição da romena exibiram um histórico 1.00.
Ler artigo completo:

Temas :: Jogos Olímpicos :: Futebol: uma história olímpica :: zerozero.pt :: Porque todos os jogos começam assim...


Futebol Feminino nas Olímpiadas

Apesar da sua longa história, o futebol feminino nos Jogos é um acontecimento relativamente recente, e só em 1996 é que se disputou o primeiro torneio olímpico, ao contrário da versão masculina do torneio que já remonta a 1900 e aos primeiros jogos disputados na «Cidade Luz»...
Após muitos anos de discriminação, o futebol disputado por senhoras, fora admitido pela FIFA nos anos setenta. A organização mundial que gere o futebol  tinha oficializado o Campeonato do Mundo de futebol feminino em 1991. E foi por essa altura que começou a campanha para trazer o futebol feminino para os Jogos. Em Barcelona, tal ainda não era possível, mas em 1996 em Atlanta, nos E.U.A., a FIFA acordou realizar a primeira edição do torneio olímpico.

 Quando em 1995 se disputou a segunda edição do mundial, já estava confirmada a presença das «meninas» nos Jogos de Atlanta, utilizando o mundial, como forma de qualificação para os jogos. Os Estados Unidos, que eram então a maior potência no futebol feminino, viram na possibilidade de incluir a modalidade no rol de provas olímpicas, como mais uma oportunidade de conquistar uma medalha e ver subir a «stars and stripes» ao som da «Star Spangled Banner»...
Ler artigo completo:

Temas :: Futebol Feminino nas Olímpiadas :: zerozero.pt :: Porque todos os jogos comeam assim...


Pág. 1/5