Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

De Redundo para o Mundo

Um olhar sobre o mundo das notícias

Todos os jogos são decisivos a partir de agora

Vítor Pereira lançou esta segunda-feira os dados para o jogo de amanhã, em Nicósia, frente ao APOEL, da 4ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, destacando o facto de a partir de agora todos os jogos serem decisivos.

«Todos os jogos são decisivos a partir de agora. O grupo está muito equilibrado e cada três pontos significam passos para o apuramento. Cada jogo tem um carácter decisivo», disse o técnico dos azuis e brancos em conferência de imprensa no Chipre.

«Vamos defrontar uma equipa competitiva e competente. Trabalhámos e preparámos bem o jogo e estamos preparados para as dificuldades. Viemos com o objectivo claro de vencer», continuou Vítor Pereira.


FC Porto 3-0 Paços de Ferreira (Resumo)

O FC Porto venceu o Paços de Ferreira por 3x0 e manteve a liderança na Liga Zon Sagres, colocando pressão no Benfica, que recebe o Olhanense este sábado.

Na conquista da terceira vitória consecutiva para o campeonato, a história do jogo ficou vincadamente marcada com um antes e pós João

Moutinho. Na primeira parte, com o médio no banco de suplentes, a equipa esteve longe de deslumbrar, mas na segunda, juntamente com James Rodríguez, a história foi diferente e a qualidade de jogo dos campeões nacionais aumentou bastante.

No primeiro tempo, a equipa treinada por Vítor Pereira, treinador que manteve exactamente o mesmo 11 que começou a última partida com o Nacional da Madeira, voltou a mostrar-se lenta, sem ideias e, por isso, previsível para um Paços de Ferreira que, aproveitando a passividade do adversário, esteve bastante organizado no Estádio do Dragão, apesar de atacar pouco.

 

Os azuis e brancos apresentaram pouco jogo colectivo, mas as unidades em campo também não mostraram capacidade para desequilibrar nas acções individuais. Hulk foi o caso mais flagrante da desinspiração portista e sinal disso foi o facto de ter sido substituído, antes do final do primeiro quarto-de-hora da segunda parte, por James Rodríguez.

 

POSITIVO
Alvaro Pereira
É defesa, mas foi a melhor arma ofensiva do FC Porto. Dois dos três golos da equipa começaram em iniciativas e cruzamentos seus.
Suplentes do FC Porto
Os três portistas que entraram, Moutinho, Kléber e James, tiveram todos impacto positivo na equipa, o que nem sempre tem acontecido quando Vítor Pereira mexe nos jogos.
Melgarejo
Perigoso para defesas distraídas.

NEGATIVO
Hulk
Fez uma coisa bem no jogo: a troca de passes com Álvaro Pereira no primeiro golo. Muito pouco numa das suas piores exibições. Saiu a meia-hora do fim.

Ficha de Jogo
FC Porto, 3
Paços de Ferreira, 0

Jogo no Estádio do Dragão, no Porto.
Assistência 30.318 espectadores.

FC Porto Helton, Sapunaru, Rolando, Mangala, Álvaro Pereira, Fernando, Defour (João Moutinho, 46’), Belluschi, Hulk (James, 59’), Varela e Walter (Kléber, 56’). Treinador Vítor Pereira.
P. Ferreira Cássio, Filipe Anunciação, Javier Cohene, Eridson, Luisinho, Luiz Carlos, André Leão, Josué (Caetano, 75’), Manuel José (Vítor, 83’), Melgarejo e William (Michel, 54’). Treinador Luís Miguel.

Árbitro Hugo Miguel, de Lisboa. Amarelos Kléber (62’) e Josué (62’).
Golos 1-0, por Melgarejo, aos 45’+1’ (p.b.); 2-0, por Kléber, aos 64’; 3-0, por João Moutinho, aos 84’.

 


Um telemóvel de enrolar

A extracção de grafeno da ponta de um lápis valeu, em 2010, o Prémio Nobel da Física a dois investigadores russos. O desenvolvimento deste material não parou e pode, por exemplo, ser aplicado num ecrã de telemóvel que dá para enrolar e meter no bolso. Veja o vídeo.

"O grafeno será como o plástico. Estará em toda a parte, porque a amplitude dos seus usos é enorme, vai muito mais além do âmbito electrónico", aponta Francisco Guinea, Prémio Nacional de Investigação espanhol, pelos trabalhos que fez sobre este material.

Ler mais... (Jornal de Notícias)


Pág. 1/4